Uso porque é excelente!

Eu Recomendo

Minhas receitas de chás...




















Minha receitinha de hoje é para um  problema que muita gente tem, e dizem que é terrível!!
Pois bem, a semana passada no sábado, fui levar minha mãe até a Santa Casa de Misericórdia de Itatiba, porque ela está com um problema de coluna, e vi um rapaz se contorcendo de dor, e perguntei a enfermeira porque aquele rapaz gritava e se contorcia de dores, e a resposta foi... cólica de rins!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Coitado!!! Então se você tem , já teve ou conhece alguém que tenha esse problema, vale a dica!!!
Agora preste atenção essa plantinha não quebra pedra nenhuma, ela é diurético ok!!










O termo quebra-pedra é a designação comum a várias plantas do gênero Phyllanthus, da família das euforbiáceas, comumente utilizada em chás caseiros para dissolver cálculos.
O termo pode ainda remeter mais especificamente ao subarbusto Phyllanthus acutifolius de até 70 cm, com raízes utilizadas contra a icterícia, possuidor de folhas verde-escuras, azuladas na página inferior, flores hermafroditas e frutos capsulares, nativo do Brasil, encontrada praticamente em todas as regiões. (Fonte: Wikipedia).
Quebra Pedra
Quebra Pedra

Nomes Populares:

  • arrebenta pedra,
  • arranca pedras,
  • conami,
  • erva pombo,
  • erva pombinha,
  • filanto,
  • fura parede,
  • quebra panela,
  • quebra pedra branco,
  • rebenta pedra,
  • saudade da mulher,
  • saúde da mulher,
  • saxífraga.

Propriedades:

  • É adstringente,


    • analgésica,
    • anti-séptica,
    • antiespasmódica,
    • anti-hipertensora,
    • antiinflamatória,
    • diurética,
    • sedativa,
    • tônica,
  • Combate a hepatite B, anti-hepatotóxica,
  • Indicada para infecções nas vias urinárias
  • Indicada em casos de ácido úrico,



    • afecções da próstata,
    • cálculos renais,
    • cólica renal,
    • gota,
  • Promove o suor e é purgante

Precauções:

  • Não indicado para cardíacos e gestantes.
  • Pode causar vômitos, diarréia e insuficiência cardíaca.

A planta quebra pedra é amplamente encontrada em todo o país e, não é a toa que ela tem este nome. Ela é muito procurada para eliminar cálculos nos rins. Aqui veremos como fazer um chá para pedras nos rins, mas que tem outras utilidades também como analgésico, anti espasmos e para combater a hepatite B.
Quebra Pedra
Quebra Pedra

Você vai precisar de:

  • 2 colheres de sopa de quebra-pedra seca
  • Um litro de água

Modo de Preparo:

Ferva a água e acrescente o quebra pedra. Tape a panela e deixe por cinco minutos.

Posologia

Beba o chá de quebra-pedra durante todo o dia em pequenas quantidades.

Outras dicas

Este mesmo chá também pode ser usado, combate à hepatite B, como analgésico ou aintespasmódico.








Chá de jasmin é bom para que?Só para digestão??Veja a seguir o que encontrei!!!
Melhor resposta - Escolhida pelo autor da pergunta
O chá de jasmim é feito das folhas do chá verde misturadas com flores de jasmin frescas. É a bebida mais popular entre as pessoas mais velhas na Ilha de Okinawa (Japão), que raramente bebem o chá verde puro. Detalhe: Okinawa tem a maior concentração de idosos com mais de cem anos de idade no planeta. Há uma média de 34 pessoas centenárias para cada 100 mil habitantes.
Muitos estudos comprovam que essa bebida ajuda a reduzir as taxas de colesterol e há quem acredite que o chá de jasmim é ainda melhor para o organismo que o chá verde.
Outros benefícios:
Alivia o estresse;
Diminui a ansiedade, a tensão e a exaustão;
Combate os sintomas da depressão;
É calmante;
Auxilia no tratamento de conjuntivite e problemas da pele;
Atua na prevenção ao câncer (osso, pulmão e mama);
É excelente para combater dor de cabeça.

Fonte: Yahoo. Respostas


Você já deve ter ouvido falar do chá de folhas de oliveira!!Não??

Veja então o poder destas folhinhas mágicas, desta árvore milenar que é a Oliveira!!











































Chá de oliveira
Depois de atingir o peso ideal, continue
tomando duas xícaras diariamente
Foto: Dreamstime

Ficha técnica

Considerado 300% mais poderoso que os chás verde, possui quase o quadrúplo (!) de potássio, magnésio, manganês, fósforo, selênio, cobre e zinco. Segundo pesquisas realizadas pela Universidade Metodista de Piracicaba, tais elementos garantem alto poder antioxidante e estimulam o metabolismo a eliminar gordura.

Diferencial

Mais do que ajudar na eliminação dos quilos extras, o chá de oliveira age especialmente nas gorduras acumuladas na região abdominal. Assim, ao ingerir de três a quatro xícaras dele por dia, a pessoa consegue, num prazo de dois a três meses, reduzir em até 10% sua circunferência abdominal e perder, em média, 6 kg. Desde que, claro, combinando a bebida com uma alimentação saudável.

Como preparar

· Ferva um litro de água (não use alumínio). Ao levantar fervura, despeje um punhado (o tamanho da sua mão) de folhas secas de oliveira. Ferva mais um minuto, deixe esfriar e coe.

· Faça um chá fresco sempre a cada dia.

· Não use adoçante.

· Você pode também diversificar o sabor do seu chá adicionando algumas folhas de hortelã ou cascas de abacaxi. Isso não altera seus benefícios!

Onde achar

Você acha o chá em casas de produtos naturais ou grandes mercados. Ligue para (11) 2976-2763 e pergunte onde encontrar a erva na sua região. Custa cerca de R$ 2 a embalagem com 30 g (rende uns nove litros).

Contra-indicação

Gestantes e lactantes não devem consumir a bebida




















Os benefícios do Chá Verde


























CHÁ VERDEOs benefícios do chá verde (Camellia sinensis)
 Por: Rose Aielo Blanco
O chá é proveniente das folhas daCamellia sinensis.
Atualmente, cerca de 3 mil produtos levam o nome de chá mas, na verdade, podem ser considerados chás mesmo, somente aqueles que tenham em sua composição a plantaCamellia sinensis.

Conta uma lenda chinesa que no ano 2737 a.C., o imperador Shen Nung descansava sob uma árvore quando algumas folhas caíram em uma vasilha de água que seus servos ferviam para beber. Atraído pelo aroma, Shen Nung provou o líquido e adorou. Nascia aí, o chá.
É bem provável que essa história nem seja verdadeira, mas dá um ar romântico à origem de uma bebida conhecida mundialmente. Esta lenda é divulgada como a primeira referência à infusão das folhas de chá verde, provenientes da plantaCamellia sinensis, originária da China e da Índia. Na verdade, o primeiro registro escrito sobre o uso do chá data do século III a.C. O tratado de Lu Yu, conhecido como o primeiro tratado sobre chá com caráter técnico, escrito no séc. VIII, durante a dinastia Tang, definiu o papel da China como responsável pela introdução do chá no mundo.
No inicio do séc. IX, a cultura do chá foi introduzida no Japão por monges budistas que levaram da China algumas sementes. A cultura teve êxito e desenvolveu-se rapidamente. O chá experimentou nestes dois países – China e Japão – uma evolução extraordinária, abrangendo não só meio técnico e econômico, mas também os meios artísticos, poéticos, filosóficos e até religiosos. No Japão, por exemplo, o chá é protagonista de um cerimonial complexo e de grande significado.
FOLHAS CHÁ VERDEA chegada do chá à Europa não foi rápida. As referências mais antigas que se encontram na literatura européia a respeito do chá são atribuídas a Marco Pólo, no relato da sua viagem, e ao português Gaspar da Cruz, que teria citado o chá numa carta dirigida ao seu soberano. Já a sua introdução no continente europeu ocorreu no início do séc. XVII, em função do comércio que então se estabelecia entre a Europa e o Oriente. Ao que parece, foram os holandeses que levaram pela primeira vez o chá à Europa, intensificando o seu comércio, mais tarde desenvolvido pelos ingleses.
Na Inglaterra, o seu consumo difundiu-se rapidamente, tornando-se uma bebida muito popular. Essa popularidade estendeu-se aos países com forte influência inglesa, primeiramente nos Estados Unidos, depois na Austrália e Canadá. Hoje, o chá é a bebida mais consumida em todo o mundo.
O que é o chá
Como foi dito acima, o chá é proveniente das folhas da Camellia sinensis. Atualmente, cerca de 3 mil produtos levam o nome de chá mas, na verdade, podem ser considerados chás mesmo, somente aqueles que tenham em sua composição a planta Camellia sinensis. Ou seja, aqueles que nós chamamos de chá de hortelã, erva-cidreira e outros são, para sermos mais corretos, tisanas ou infusões.
A partir das folhas da Camellia sinensis é possível obter diferentes tipos de chá e, dependendo do tipo de tratamento a que são sujeitas, dividi-los nas seguintes categorias:
Verde – As folhas vão para a secagem após a colheita. Seu sabor é um tanto amargo. As img13folhas são apenas passadas pelo calor, imediatamente após colheita, evitando, assim, a fermentação. O chá Gyokuro (gotas de orvalho), do Japão, é considerado um dos melhores – suas folhas são cobertas com tela antes da colheita e, assim, preservam a clorofila e perdem tanino, ficando adocicadas.
Preto – As folhas sofrem um processo de fermentação que confere ao líquido um tom avermelhado escuro e um sabor intenso. As folhas são colocadas em tanques fechados até fermentarem. Depois elas são aquecidas e desidratadas.
Oolong – Sofre um processo de fermentação muito curto. Uma secagem rápida é feita logo após a colheita. Depois as folhas vão para um tanque, para fermentar, mas o processo é interrompido no início. O sabor é suave. Este chá é o menos comum no mundo ocidental.
Aromatizados – Qualquer chá, independentemente do tratamento pelo qual tenha passado, pode receber a adição de outras folhas, frutas secas ou flores, cujo sabor se mistura com o seu.

As mil e uma virtudes do chá verde
As virtudes medicinais do chá são de conhecimento milenar, especialmente seu efeito estimulante. Mas hoje, a ciência está comprovando suas propriedades terapêuticas e cosméticas. E isso está acontecendo com o chá verde (também conhecido como banchá), considerado atualmente um aliado da saúde por ser rico em flavonóides – substâncias antioxidantes que ajudam a neutralizar os radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento celular precoce. Também está comprovado que o chá verde ajuda a diminuir as taxas de colesterol e ativa o sistema imunológico. As virtudes do chá verde na prevenção do câncer, já muito divulgadas atualmente, vêm do fato de que ele é rico em bioflavonóides e catequinas, substâncias que bloqueiam as alterações celulares que dão origem aos tumores.
cha_verdeAlém de conter manganês, potássio, ácido fólico e as vitaminas C, K, B1 e B2, ajuda a prevenir doenças cardíacas e circulatórias por conter boa dose de tanino: o consumo diário desse chá diminui as taxas do LDL (colesterol que faz mal à saúde) e fortalece as artérias e veias.
Mas as boas notícias não acabam aí: está comprovado que o chá verde acelera o metabolismo e ajuda a queimar gordura corporal. Um dos estudos foi realizado na Suíça com três grupos de pessoas que seguiram a mesma dieta. O resultado: o grupo que recebeu chá verde teve aumento de 4% na velocidade de combustão das calorias no organismo e de 5% na queima de calorias em relação aos outros dois grupos pesquisados. Um estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition, demonstrou que extrato de chá verde – que possui altas concentrações de antioxidantes como catequina, polifenóis e muitos outros compostos incluindo cafeína – pode aumentar a utilização de energia muito acima dos efeitos da cafeína pura.
Pesquisadores acreditam, ainda,que o hábito de beber chá em vez de café é um dos fatores responsáveis pelo menor índice de infarto em países do Oriente. E como se não bastasse, comprovou-se também que as substâncias presentes no chá verde ajudam a prevenir cáries, têm ação antiinflamatória e antigripal, ativam o sistema imunológico e regeneram a pele. Os princípios curativos e regeneradores da Camellia sinensis enriquecem os cosméticos que prometem recuperar o viço da pele e dos cabelos. Tanto que as indústrias de cosméticos incluem os extratos das folhas em fórmulas de produtos como cremes e loções. Substâncias presentes na Camellia sinensis também dissolvem gorduras e são eficazes no tratamento de celulite e gordura localizada.
E para e pele mais um benefício: por ser rica em tanino, substância com propriedades anti-séptica e adstringente, a planta é indicada também para limpar e equilibrar peles oleosas. Na edição de 3 de março de 2004, a Revista Veja publicou uma matéria anunciando a mais recente novidade que aumenta a lista de benefícios do chá verde. Ainda na área da dermatologia, a novidade é que o chá verde pode proteger contra os efeitos nocivos do sol. Segundo a revista, “o assunto foi um dos mais comentados do último congresso da Academia Americana de Dermatologia, por causa de um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Nova Jersey”. Eles descobriram que o chá, transformado em creme, melhora o sistema de defesa das células da pele contra os raios ultravioleta do tipo B, aqueles responsáveis pelo vermelho-pimentão. Ao reduzir a inflamação causada por essa radiação, o chá verde aumentaria a proteção contra o câncer de pele. A descoberta pode ser o ponto de partida para a produção de uma nova família de loções.
A planta, como ela é…
Planta perene, do tipo arbustiva, a Camellia sinensis pertecente a família das Teáceas (Theacea). Originária do sudeste asiático, a planta produz economicamente por mais de 50 anos. No Brasil o arbusto é cultivado principalmente na região do Vale do Ribeira, no Estado de São Paulo, onde é utilizado para fazer chá preto.cha1
A propagação da planta se dá preferencialmente pela via vegetativa, ou seja, por meio de estacas. A estaca para reprodução deve possuir uma folha desenvolvida e sua respectiva gema auxiliar com 3 a 4 cm. A extremidade do ramo deve ser cortada em bisel, isto é, na diagonal.
As folhas mais jovens e os gomos da Camellia sinensis – parte da planta utilizada na produção do chá comercial – são cobertos por uma fina cobertura branca e sedosa, semelhante a uma penugem que, mais tarde, desaparece. Ao que se sabe, é esta cobertura que dá origem ao nome pelo qual é conhecido o gomo terminal: “pekoe”, da palavra chinesa pak-ho, que significa cabelo ou penugem.
As flores da planta são pequenas, brancas, geralmente com 4 ou 5 pétalas, aromáticas e aparecem nas axilas das folhas em grupos de 2, 3 ou 4. O fruto é uma cápsula com 2 ou 3 cm de diâmetro. Dada a grande dispersão que a planta sofreu desde o início do seu cultivo até aos nossos dias e a livre hibridação entre os vários tipos geográficos, não tem sido fácil para os botânicos a descrição das variedades existentes.
E para quem pretende saborear esta bebida que já esta sendo considerada medicinal, vale lembrar: até a simplicidade do chá não dispensa alguns pequenos cuidados especiais. Recomenda-se guardá-lo bem acondicionado em local fresco e seco e, na hora do preparo, passar água fervente no bule e nas xícaras Para o chá verde, especialistas aconselham que a água esteja um pouco abaixo da fervura e, de preferência, nada de acrescentar açúcar. Preparar a bebida é simples: faça uma infusão com uma colher de sopa rasa da erva para cada xícara de água “quase” fervendo.




























































































































































































































































































































































Ficha: Erva-cidreira
Erva-cidreira






















































































O que é erva-cidreira?
A erva-cidreira (Melissa officinalis), é uma espécie de planta perene da família da menta (Lamiaceae), nativa do sudeste da Europa e região mediterrânea. A erva-cidreira cresce até 70-150 cm de altura e suas folhas têm um aroma leve de limão, relacionado à menta. No final do Verão aparecem flores brancas cheias de néctar, as quais atraem abelhas. Isso deu o nome do gênero da erva-cidreira: Melissa, que significa abelha em grego. O sabor da erva-cidreira vem dos terpenos. A erva-cidreira tem uso medicinal e em bebidas e comidas.
Uso da erva-cidreira em bebidas e comidas
A erva-cidreira é muitas vezes usada como aromatizante em sorvetes e chás quentes e frios, freqüentemente em combinação com outras ervas como a hortelã. Erva-cidreira também é utilizada na culinária com pratos de frutas e doces.

Uso medicinal da erva-cidreira

As folhas da erva-cidreira esmagadas, quando esfregadas na pele, são usadas como repelente de mosquitos. Erva-cidreira também tem uso medicinal em chás ou na forma de extrato. Acredita-se que a erva-cidreira tenha propriedades antibacterianas e antivirais. Ela também é usada como agente calmante e sedativo leve. 
Um estudo encontrou resultados preliminares indicando que erva-cidreira poderia reduzir o estresse. Já as propriedades antibacterianas da erva-cidreira foram demonstradas cientificamente, embora sejam menos potentes que várias outras plantas. O óleo essencial da erva-cidreira é bastante popular na aromaterapia.














































































Contra-indicações da erva-cidreira

A erva-cidreira deve ser evitada por aqueles tomando medicação para a tireóide, uma vez que acredita-se que ela inibiria a absorção desses medicamentos


Hortelã - Mentha piperita


























































































Hortelã (Mentha piperita) é também conhecido comoHortelã-Pimenta. Pertence a família das Lamiaceae.Principais Indicações do Hortelã-Pimenta: artrite, azia, cãibras, cálculo biliar, catapora, cólica, colite, congestão de tórax, dismenorréia, dispepsia, Doença de Crohn, dores comuns, dor de cabeça, dor de estômago, dor de dente, entorpecimento muscular, enxaqueca, fadiga, febre, flatulência (gases intestinais), gripe, halitose (mau-hálito), herpes, indigestão, indisposição, inflamação, irritação intestinal, náuseas, neuralgia, queimaduras, repelente, resfriados, reumatismo, sarampo, sarna, soluços, tensão, tosse.Propriedades Medicinais do Hortelã-Pimenta: analgésico, anódino, anti bacteriano, antiparasitico, anti espasmódico, antivirótico, aromático, carminativo, colagogo, diaforético, diurético, refrigerante, tônico digestivo, tônico estomacal, vaso dilatador.O Uso do Óleo de Hortelã






























 O Hortelã é um anti parasita e um antivirótico muito forte. O óleo essencial do hortelã é acrescentado a óleos de massagem para congestões de tórax, dores e febres provenientes de gripes. O óleo essencial inalado é bom para congestões e náuseas. É usado em pastas de dentes para dar uma sabor agradável, e em forma líquida para limpeza bucal. Use como uma erva de banho para ajudar refrescar a pele, como também para tratar mordidas de mordidas de animais, pele sarnenta, catapora e sarampo. Use como uma compressa fresca para tratar inflamações comuns, neuralgia e reumatismo Aplique sumo de hortelã fresco sobre a face todas as noites para o tratamento da acne, espinhas, picadas de inseto, eczemas, sarna e outras infecções cutâneas.

Para livrar-se do mau hálito, aplique uma gota do óleo essencial puro do hortelã-pimenta directamente na língua. Ele pode refrescar sua respiração rápida e naturalmente. Caso esteja com gengivas inflamadas, aftas ou úlceras na boca, coloque cerca de 5 gotas de óleo de hortelã em um copo de 300ml de água quente fervida. O gargarejo, várias vezes ao dia, deixando o líquido o maior tempo possível na boca de cada vez, ajuda na cura. Em caso de dores de dente e dores de cabeça, adicione um pouco de hortelã fresco cozido em um copo de agua com uma pitadinha de sal.

A inalação de óleo de menta pode ajudar a aliviar a congestão nasal grave, mas não deve ser usado com muita frequência. Ele pode irritar a mucosa se usado frequentemente. As crianças pequenas não devem usar o óleo de menta, tampouco as mulheres gravidas e lactantes, uma vez que o óleo pode diminuir o fluxo de leite.
O Uso do Hortelã-Pimenta Para Combater a Doença de Crohn

O Hortelã também é utilizado para aliviar os sintomas da Doença de Crohn. A Doença de Crohn é uma doença crónica inflamatória intestinal, que atinge geralmente o íleo e o cólon (mas pode afetar qualquer parte gastrointestinal). Muitos danos são causados por células imunológicas que atacam uma ou mais partes dos tecidos do tubo digestivo, mas não há certeza de etiologia auto imune. Os sintomas e tratamentos dependem do doente, mas é comum haver dor abdominal, diarreia, perda de peso e febre. Atualmente não há cura para esta doença, no entanto os tratamentos permitem alívio dos sintomas e melhoria de qualidade de vida.

A doença de Crohn é uma das principais doenças inflamatórias intestinais. A outra é a colite ulcerosa, que difere em vários detalhes. Muitos acreditam que a doença de Crohn e a colite ulcerosa são duas manifestações extremas de um mesma patologia intestinal subjacente.
O Uso do Hortelã na Culinária

Na culinária, o Hortelã é uma escolha melhor para artes culinárias do que a Menta. Use as folhas frescas para adicionar a iogurte, carnes, saladas de frutas, salada vegetal, sopas. Use o chá novo para diluir sucos de fruta. O Hortelã melhora os sabores de outras ervas medicinais.
Como Fazer o Chá de Hortelã-Pimenta

Para fazer o conhecido 
Chá de Hortelã, separe as folhas de hortelã em cerca de uma xícara de chá (caso queira aproveitar os talos do hortelã para fazer o chá, não há problema). Adicione meio litro de água ao hortelã e espere por cerca de 5 a 10 minutos (isso irá variar a consistência do chá de hortelã). Por fim, caso queira, adoce o chá com açúcar ou mel a gosto. Esse é o chá servido a temperatura ambiente. Caso queira tomá-lo quente, leve as folhas juntamente com a água até que ferva a água. Após isso, coe o chá e adoce a gosto. Caso queira tomar gelado, prepare o chá e guarde na geladeira até a hora de servir.

O Hortelã é uma erva medicinal considerada muito segura e pode ser usada até mesmo pela mais doente das pessoas. Inclusive recomenda-se plantar algumas mudas de hortelã em sua pequena horta, vez que a planta é muito saudável e possui grande adaptabilidade.



Olha só gente adoro chá!!!
Vou contar um segredo... sempre quis ser enfermeira...Verdade!!!
Acho que não tive oportunidade de me certificar se queria mesmo esta profissão, ou se as oportunidades apareceram e eu não vi...O fato é que desenvolvi mania por fito terapia, fiz alguns cursos, vendi alguns óleos essenciais, a verdade é que acredito mais na homeopatia do que na alopatia.
Minha filha mais velha Camilla, era uma criança hipersenssivel, então já me vi em palpos de aranha!!!
Até que um santo médico me apresentou a homeopatia e tuuuuuuudo mudou!!!
então na minha cabecinha maluca, juntei a vontade de ser enfermeira com a necessidade de tratar minhas crianças com homeopatia...sem contar com a falta de grana mesmo, pra comprar remédios alopatas tem que se ter grana...né não???
Vocês estão achando excêntrico???Então lá vai vou abrir um tópico, não sei se é assim que chama, pra trocarmos figurinhas, vou deixar aqui um pouco do que já usei e vi resultado na fito terapia.
Mas sem a pretensão de fazer alguém usar só pra passar uma receitinha de " chá de bruxa ",daquelas que esquentam e que não fazem mal algum, muito pelo contrário.
Então a primeira coisa que vou falar é sobre a salsa.





































Os anos passam e nossos  rins vão filtrando nosso sangue para remover o sal e outros intoxicantes que entram no organismo.






Com o tempo, o sal se acumula e precisamos de uma limpeza. Como fazer isso?

De um modo simples e barato: Pegue um maço de salsa e lave bem. Corte bem picadinho e ponha em uma vasilha com água limpa. Ferva por 10 minutos e deixe esfriar. Coe, ponha em uma jarra com tampa e guarde na geladeira.
Beba um copo todos os dias, e você vai perceber que o sal e outros venenos acumulados nos rins saem na urina.
Você vai notar a diferença!
Há muitos anos a salsa é reconhecida como o melhor tratamento de limpeza dos rins.
E é um remédio natural!

Sobre a Salsa
A salsa é uma das ervas com propriedades terapêuticas menos reconhecidas.  Ela contém mais vitamina  C do que qualquer outro vegetal da nossa culinária (166mg por 100g).
Isso é três vezes mais que a laranja.
A salsa contém também ferro  (5.5mg /100g), magnésio (2.7mg / 100g), cálcio (245mg / 100g) e potássio (1mg / 100g) .
De acordo com o Padre Kniepp, essa planta é um poderoso diurético, curando a retenção de água no organismo, sendo  recomendada para 
pedra nos rins,reumatismo e cólica menstrual.
Sua alta concentração de vitamina C ajuda na absorção de ferro.
O suco de salsa, sendo uma bebida natural, pode ser tomado misturado com outros sucos, 3 vezes ao dia.
As folhas podem ser mantidas no congelador, e seu uso é recomendo na culinária diária, pois além de saudáveis, dão ótimo sabor a qualquer receita.






























Hoje vamos saber um pouco  mais sobre o gengibre!!!!!









Cultivada e muito utilizada no Oriente há milhares de anos, o gengibre (zingiber officinalis) é um ingrediente básico e quase obrigatório nas culinárias japonesa, tailandesa e chinesa e indiana. Mas suas propriedades vão muito além do sabor forte e picante, que normalmente agrada o paladar e confere um toque todo especial aos pratos que são preparados com ele. Na medicina ayurvédica, por exemplo, é chamado de “remédio universal”, pela grande variedade de benefícios que proporciona à saúde.

O gengibre produz calor no organismo e age de forma eficaz em casos de gripes, tosse, rouquidão, congestão nasal, dores de garganta e outras infecções, atenuando seus sintomas e fortalecendo o sistema imunológico, por isso, sua utilização é muito indicada para tratar e prevenir os males a que estamos sujeitos durante as épocas mais frias do ano.

Esta capacidade de esquentar o corpo também provoca uma aceleração no metabolismo, ativa a circulação, estimula a mente e mantém a vitalidade. Uma boa dica é fazer um escalda pés ou preparar um banho com algumas gotas do óleo essencial de gengibre naqueles momentos em que nos sentimos sem ânimo, apresentando sintomas típicos de depressão, ou esgotados após um dia estressante de trabalho, por exemplo.

É antiinflamatório, antibactericida e alivia dores musculares, de cabeça e cólicas menstruais. Nos casos de contraturas musculares, lombalgia, cervicalgia, reumatismo e artrose, pode-se massagear as regiões afetadas com o óleo essencial diluído em óleo vegetal, fazendo movimentos fortes e fricção, que produzirão efeitos de aquecimento e analgesia.

Pesquisas também comprovaram sua atuação no sistema digestivo e é ótimo para combater náuseas e enjôos, inclusive por pessoas que sofrem com estes sintomas durante deslocamentos de barco ou de carro. Apesar de sua ingestão ser contra indicada durante a gravidez, as mulheres podem utilizar algumas gotas do óleo essencial em um difusor de aromas para aliviar os enjôos característicos dos primeiros meses de gestação. Pacientes que estão sendo submetidos a tratamento com quimioterapia também experimentam um grande alívio das náuseas causadas pelos medicamentos.

Você pode incluí-lo no preparo de diversos alimentos, como sucos, sopas, saladas e refogados. Para um uso mais medicinal, o ideal é preparar um chá com as raízes e consumi-lo entre as refeições. Você pode também misturar com outras ervas, como hortelã, eucalipto e capim limão, se o objetivo for tratar de problemas causados por gripes e resfriados. O consumo diário do chá é muito eficaz na prevenção de crises de enxaqueca. Para combater enjôos, basta mastigar um pouco dele cru, com exceção das gestantes, que devem utilizar apenas o óleo essencial, num difusor de ambientes. Também é encontrado, em lojas de produtos naturais, em forma de comprimido e tintura



Mais chá...!!!




















A AMORA OU AMOREIRA (Morus Alba) é conhecida como a planta REGULADORA DOS HORMÔNIOS por isso atua com bastante eficácia nos sintomas da menopausa: ressecamento da vagina, irritação, ansiedade, nervosismo, memória fraca, dores musculares e das articulações, calores e algumas vezes suores frio, dor de cabeça, diminuição da libido, dificuldades para dormir, depressão, problemas urinários?

É ainda planta anti-cancerígena, no combate a osteoporose, como tônico muscular nas práticas desportivas, por possuir alto teor de potássio.
Depurativo do sangue, anti-séptica, vermífuga, digestiva, calmante, diurético, laxativo, refrescante, adstringente e muito útil nos problemas da tiróide. Possui poderosas propriedades anti-oxidantes por sua combinação de vitaminas C com E contribuindo assim para o
rejuvinescimento e beleza da pele.
A amora ajuda a prevenir infecção urinária, reduzir o risco de úlcera e câncer no estômago.
Pesquisas feitas com ratos mostraram que o chá de amora miúda melhora o funcionamento do fígado e dos rins, diminui a pressão arterial e a taxa de glicemia. Foi eficiente até na prevenção do câncer.
O chá tão poderoso é feito como qualquer chá comum. O sabor é muito suave, não desagrada a ninguém. Ele coloca as folhas na água ainda fria, deixa ferver por uns 10 minutos, coa e pronto.
CHÁ DE FOLHA DE AMORA
USAR TRÊS FOLHAS EM 1 LITRO DE AGUA FERVENTE, COBRIR E DEPOIS DE FRIO, TOMAR 3 





















Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se á vontade para comentar, sua mensagem é muito importante para mim!

Veja mais estes...

Related Posts with Thumbnails